Município de Vitória, estado de Espírito Santo (ES)

A cidade é uma das de menor território do Brasil e 40% da área é montanhosa, ou seja não é possível se construir no local, a cidade seria a de menor território do Brasil, se não fosse pela Ilha de Trindade e pela Ilha de Martim Vaz



Mais sobre :


Espírito Santo
Município Vitória
Unidade federativa ES  (8 )
DDD 27
Estado Espírito Santo
Cep Inicial 29.000-000
Cep Final 29.099-999
Latitude -20,3220
Longitude -40,3380
Altitude
Area KM² 89,0
Codigo Correios 2048
Codigo IBGE 320530
Censo Demográfico IBGE
Ano Masc Fem Total % Var.
1996 125544 140330 265874  
2007     314042 18,11 %
2010        
Vitória é a capital do estado do Espírito Santo, e uma das três ilhas-capitais do Brasil (as outras são Florianópolis e São Luís).

Está localizada na Região Sudeste, a mais desenvolvida do País. Situada à latitude sul 20º 19' 09' e longitude oeste de Greenwich 40° 20' 50', Vitória limita-se a norte com o município da Serra, ao sul com Vila Velha, a leste com o Oceano Atlântico e a oeste com Cariacica.

Vitória é Cercada pela Baía de Vitória, é uma ilha de tipo fluviomarinho, e é formada por várias ilhas, inclusive algumas a mais de 1100km da costa.

Além da ilha principal, Vitória, fazem parte do município outras 34 ilhas e uma porção continental, perfazendo um total aproximado de 93,38 km². Originalmente eram 50 ilhas, muitas das quais foram agregadas por meio de aterro à ilha maior.

Vitória é uma das cidade mais quentes do estado do Espírito Santo, graças a poluição o que faz as mínimas da cidade serem 2°C mais quentes do que o resto do estado, outro fator que contribui para isso é o fato de chover 350mm de chuva na cidade a menos do que no estado, essa variação térmica pode ser facilmente notada comparando as temperaturas de vitória com as da cidade vizinha vila velha, notasse em todas as épocas do ano especialmente no inverno que as mínimas de Vila Velha são de 1 a 3°C menores que as de vitória, e as vezes, até as máximas são menores 1 ou 2 graus.

Vitória possuí dois grandes portos, o Porto de Vitória e o Porto de Tubarão, esses portos fazem parte do maior complexo portuário do Brasil, que inclui vários portos do estado, esses portos são considerados os melhores (em qualidade) do Brasil.

A cidade administra a Ilha de Trindade e a Ilha de Martim Vaz, há 1100 km da costa, no meio do oceâno, que são importantes bases meteorológicas por causa de sua posição estratégica, em areá de dispersão de massas de ar.

A cidade é uma das de menor território do Brasil e 40% da área é montanhosa, ou seja não é possível se construir no local, a cidade seria a de menor território do Brasil, se não fosse pela Ilha de Trindade e pela Ilha de Martim Vaz.

História

Vitória surgiu devido aos constantes ataques indígenas, franceses e holandeses à Vila Velha, que era a capital da capitania do Espírito Santo. Os portugueses decidiram então mudar a capital e então resolveram escolher uma ilha próxima ao continente, a Ilha de Guanaaní, como chamavam os índios. A vila nova do Espírito Santo, como era denominada, foi fundada a 8 de Setembro de 1551, posteriormente denominada como Vitória, em memória da vitória em uma grande batalha comandada pelo donatário da capitania, Vasco Fernandes Coutinho, contra os Goitacases.

Até o século passado, os limites da capital capixaba eram o atual Forte de São João, onde atualmente está localizado o Clube de Regatas Saldanha da Gama, próximo ao centro da cidade, e também o morro onde funciona o atual hospital da Santa Casa de Misericórdia, no bairro Vila Rubim. A cidade foi sendo construída nas partes altas o que deu origem a diversas ruas estreitas. A parte de baixo foi sujeita a ataques e devido a isso foram construídos vários fortes à beira do mar.

Em 24 de Fevereiro de 1823 a vila de Vitória foi elevada a cidade, mas seu isolamento insular evitava seu desenvolvimento. A partir do ano de 1894 com o ciclo do café, iniciaram-se na ilha diversos aterros nas partes baixas da cidade, alterando a forma da ilha e modernizando-a. Foram construídas após disso diversos bairros, escadarias e foram derrubados casarões. Além disso foi melhorado o saneamento.

Em 1941 surgiu o primeiro cais na capital e em 1927 a ponte que ligou a ilha ao continente. O porto se desenvolveu.

Em 1949 foram feitos mais aterros e foram construídas amplas avenidas. Depois dessas várias mudanças a cidade tornou-se o maior centro do Espírito Santo.

Em 1970 o Porto de Vitória se tornou um dos mais importantes do país, e a capital começou a se industrializar. A modernização da ilha gerou o desaparecimento de quase todos os vestígios da Colônia e do Império na ilha.

Geografia

O litoral vitoriense é bem recortado. Além de larga costa, Vitória possui 40% do território coberto por morros e é um dos menores municípios em território do Brasil dificultando o crescimento das áreas urbanizadas do município, e fazendo com que o município tenha muitos bairros nobres e as cidades vizinhas, que possuem menor IDH e mais regiões suburbanas.

Relevo

O relevo das ilhas é um prolongamento do continente, de constituição granítica, circundado pelo mar e áreas de mangue e restinga. O maciço central da ilha de Vitória, Morro da Fonte Grande, possui altitude de 308,8m e os principais afloramentos graníticos são a Pedra dos Dois Olhos com 296m e o Morro de São Benedito com 194m de altitude, O ponto mais alto totalmente na cidade é a ilha de Trindade, com 601m de altitude, porem o Monte Mestre Álvaro possui 869mts de altitude, mais fica no município vizinho, de Serra.

Clima

O clima da cidade é tropical úmido, com temperatura média anual de 23°C com ocorrência de precipitações pluviométricas, principalmente nos meses de outubro a janeiro, as temperaturas podem variar muito no inverno, podendo chegar aos 30°C em épocas de grande seca, e 12°C quando ocorrem tempestades e precipitações pluviométricas, a maior temperaturas já registrada na cidade foi de 38.1°C e a menor de 9.9°C.

Gentílico

O gentílico dos nascidos em Vitória é capixaba, cuja origem é na língua Tupi e significa: lugar para se plantar; Terreno de pequena lavoura (em especial de mandioca, milho, feijão, etc.). Por extensão, adotou-se o gentílico capixaba para todos os nascidos no Estado do Espírito Santo.

Economia

A economia de Vitória é voltada para as atividades portuárias, ao comércio ativo, a indústria, a prestação de serviços e também ao turismo de negócios. A capital capixaba conta com dois portos que são dos mais importantes do país: O Porto de Vitória e o Porto de Tubarão. As indústrias mais importantes da capital são a Companhia Siderúrgica de Tubarão (CST) e a Companhia Vale, esses portos, junto com vários outros do estado, formam o maior complexo portuário do Brasil.

Transportes

O acesso à cidade se dá por vias aérea, marítima, rodoviária ou ferroviária.

As principais estradas que ligam a cidade são a BR-101, principal rodovia brasileira, que passa pela Região Metropolitana da Grande Vitória, a BR-262, que liga o centro-oeste e Minas Gerais com Vitória, e a Rodovia do Sol, ES-060, que faz a ligação com o litoral sul do Estado. A Estrada de Ferro Vitória a Minas, dá suporte ao corredor centro-leste, também transporta passageiros entre a Região Metropolitana até Belo Horizonte. O acesso marítimo é feito por pequenas embarcações até grandes cargueiros dos mais diversos países, e também por cruzeiros marítimos, que fazem escalas no Porto de Vitória.

Aeroporto

O Aeroporto Eurico de Aguiar Salles, localizado na parte continental da cidade é o principal aeroporto do Espírito Santo.

Rodoviário

Terminal Rodoviário Carlos Alberto Vivácqua Campos, principal terminal de ônibus da cidade. Sendo uma ilha, com uma geografia recortada, a cidade possui seis pontes, dentre as quais se destacam a Darcy Castelo de Medonça (mais conhecida como Terceira Ponte), a Desembargador Paes Barreto, a Florentino Avidos e a Ponte do Príncipe.

Portos

A cidade possui dois portos: o Porto de Vitória e o de Tubarão. O Porto de Vitória é situado no Centro da capital e atinge uma profundidade de aproximadamente 12,50 metros. É composto de cerca de 13 berços de atracação voltados para a movimentação de cargas diversas. Como está situado no centro da cidade, o acesso por meio terrestre também é complicado, com restrições de horários devido ao trânsito, o que explica a baixa movimentação de cargas. Atualmente é mais utilizado para reparos em navios/plataformas de petróleo, recebimento de cruzeiros marítimos e shows de médio porte. Já o Porto de Tubarão foi projetado na década de 60, pela Companhia Vale do Rio Doce, quando o cais de Minério de Paul dava os primeiros sinais de saturação. Inaugurado em 1966, no Governo Castelo Branco, o Porto de Tubarão teve sua capacidade de embarque ampliada aos poucos até atingir 80 milhões de toneladas/ano, na última década. É especializado na exportação de minério de ferro, mas nos últimos anos implantou silos para armazenagem de grãos e farelo de soja. Fica localizado no final da orla da Praia de Camburi.

Trem

Na Estação Pedro Nolasco, localizada na Grande Vitória, situa-se o final da ferrovia Vitória-Minas, que tem seu início na Região Metropolitana de Belo Horizonte. Uma viagem completa dura 12 horas. O trajeto é marcado pela paisagem das serras e a Mata Atlântica. A ferrovia pertence à mineradora Vale.

Metrô de Superfície

Existe um projeto para a implantação de um Veículo Leve Sobre Trilhos (VLT), mais conhecido por metrô de superfície, na cidade de Vitória. O projeto foi criado devido ao fato de que nos últimos anos, a capital capixaba, e seus municípios vizinhos, apresentaram um grande aumento populacional, transformando-os em uma efetiva Região Metropolitana. Além disso, o trânsito da capital capixaba apresenta grandes congestionamentos nos horários de pico. Assim, o metrô tentaria desafogar o trânsito. O metro ligaria várias cidades da Grande Vitória: Vila Velha, Vitória, Serra e Cariacica e sua extensão seria de 43,7 quilômetros. Atualmente o projeto está sendo estudado e poderá entrar no Programa de Aceleração do Crescimento do Governo Federal. As obras do metrô irão começar em 2009, a construtora sera uma empresa francesa.

Subdivisões

Vitória é dividida em oito partes, que são chamadas de regionais: Regional Centro, Santo Antônio, São Pedro, Bento Ferreira/Jucutuquara, Praia do Canto, Continental, Maruípe e Jardim Camburi.

Regional Centro - compreende dez bairros, em cerca de 1,6 milhão de metros quadrados, com população aproximada de 18 mil pessoas. Essa região caracteriza-se por ser o berço da cidade, fundada em 8 de setembro de 1551. Abriga construções históricas, tem os morros ocupados e resume o que era a Capital até o início do século. Com o crescimento e a expansão da cidade para outras áreas, viveu nos últimos anos um processo de esvaziamento. Com o Projeto de Revitalização do Centro e agora com implantação da administração regional, dá-se um novo impulso ao enfrentamento dos problemas da área. Uma das prioridades da administradora regional Elisabete Caseira é a restauração do Mercado de Vila Rubim.

Regional Santo Antônio - compreende treze bairros numa área aproximada de 2,4 milhões de metros quadrados. A região abriga, ao mesmo tempo, bairros antigos da capital e áreas de urbanização mais recente.

Regional São Pedro - em mais de três milhões de metros quadrados, compreende dez bairros na região mais carente de Vitória e de povoação mais recente. Os bairros surgiram a partir da ocupação do lixão da cidade e da invasão de áreas de manguezal, no final da década de 70.

Regional Bento Ferreira/Jucutuquara - compreende treze bairros. As áreas planas resultaram de aterros, ficando ao nível ou até mesmo abaixo do nível do mar, o que vem demandando altos investimentos em sistemas de drenagem. Cortam essa região as principais vias de tráfego da cidade.

Regional Praia do Canto - compreende nove bairros em aproximadamente 5,2 milhões de metros quadrados. É a região com melhor infra-estrutura da cidade, abriga duas ilhas residenciais, praças e praias famosas e tem intensa atividade de comércio e serviços.

Regional Maruípe - são doze bairros, em 3,6 milhões de metros quadrados. De ocupação antiga, a região guarda um pouco da história da cidade no Museu Solar Monjardim, abriga o Hospital Universitário e o Parque do Horto de Maruípe, o maior da cidade.

Regional Continental - localizada ao Norte da Município, a região abriga a Universidade Federal do Espírito Santo, a produção de panelas de barro, artesanato de origem indígena com mais de 400 anos, utilizadas para preparar a moqueca capixaba, parte da Praia de Camburi e os bairros de Jardim da Penha, República e Mata da Praia.

Regional Jardim Camburi - extremo norte do Município faz parte da área continental de Vitória, está dividida da Regional Continental pelo Aeroporto de Goiabeiras, é formada pelo bairro Jardim Camburi e abriga parte da Praia de Camburi, uma das mais famosas da cidade.

Bairros

A capital capixaba conta com 74 bairros distribuídos pela ilha e região continental. Os bairros mais nobres, como Praia do Canto, o Barro Vermelho, a Enseada do Suá, Ilha do Frade, Ilha do Boi e Mata da Praia, estão situados ao norte e ao leste, e os mais carentes à sudoeste do Município.

Cultura e lazer

Teatros

Teatro Carlos Gomes - Localizado na Praça Costa Pereira, Centro de Vitória, foi construído em 1927. Sua arquitetura foi inspirada no Teatro Scala, de Milão (Itália), e projetada pelo arquiteto italiano André Carloni. A cúpula, foi feita pelo artista plástico capixaba Homero Massena, e nela predomina o estilo neo-renascentista italiano.

Teatro Universitário - Mantido pela Universidade Federal do Espírito Santo, fica no campus da universidade, no bairro Goiabeiras.

Teatro Sesi - Inaugurado em julho de 2000, denominado Espaço Cultural Rui Lima do Nascimento. Atualmente é palco tanto de espetáculos locais, quanto de nacionais e é um dos principais espaços de arte teatral do Espírito Santo.

Teatro Galpão

Cine Teatro Glória

Espetáculos

Geralmente os espetáculos na cidade são feitos na Praça do Papa - que tem capacidade para aproximadamente 25 mil pessoas -. A Praça do Papa agora é uma das áreas de lazer para a população.

Vários também são realizados no Ginásio Álvares Cabral, com capacidade para 6600 pessoas e localização na avenida Marechal Mascarenhas de Morais, 2100, em Bento Ferreira.

Museus

Museu Vale do Rio Doce
Museu Solar Monjardim
Museu de Artes do Espírito Santo
Museu da Igreja dos Reis Magos
Museu da Igreja Jósé de Anchieta
Museu do Colono
Museu Algusto Rusch

Religião

O Catolicismo é a religião mais forte de Vitória, assim como em todo o Espírito Santo. Nossa Senhora da Penha é padroeira do Espírito Santo. Em abril, se reúnem no convento fiéis de todo o país para celebrar a Festa da Penha, saindo em Romaria da Catedral de Vitória, indo em direçao ao Convento da Penha, localizado em Vila Velha. Entre o Protestantismo a Igreja Cristã Maranata, tem a maior força evangélica do local, justamente por ser fundada no estado, a 40 anos atrás.

Esporte

Vitória possui vários eventos esportivos, como a Renault Speed Show, Regata Eldorado Brasilis, Campeonato Brasileiro de Pesca de Arremesso, Torneio Costa Brasil de Pesca Oceânico, Copa Latina de Beach Soccer, Rodeio Champion e Circuito Banco do Brasil de Vôlei de Praia.

Shoppings

Shopping Vitória - 420 Lojas
Shopping Norte Sul - 99 Lojas
Shopping Jardins - 12 Lojas

Turismo

Fundada em 1551, a cidade de Vitória preserva ainda várias formas arquitetônicas da época. São casarios, igrejas, palácios e escadarias, estando em sua quase totalidade no centro da cidade.

Principais pontos turísticos

Palácio Anchieta, contruído pelos Jesuìtas no século XVI, o Palácio Anchieta abriga desde o século XVIII a sede do Governo Estadual. De frente para o mar, com vista para o Porto de Vitória, a contrução guarda o túmulo do padre jesuíta José de Anchieta, e é uma das sedes de governo mais antigas do Brasil.
Ilha das Caieiras
Penedo de Vitória
Escadaria Maria Ortiz
Forte São João
Catedral de Vitória
Teatro Carlos Gomes
Casarios antigos de Vitória
Escadarias de Vitória
Capela de Santa Luzia
Igreja do Rosário
Pier de Iemanjá
Orla da Praia do Canto
Santuário de Santo Antônio
Porto de Vitória
Praça do Papa

Dados e estatísticas

Vitória é uma cidade exemplo em qualidade de vida. A cidade é a capital brasileira com a segunda melhor qualidade de vida, de acordo com as pesquisas da Fundação Getúlio Vargas, esta mesma instituição de pesquisa também afirma que Vitória é a 9º melhor cidade do Brasil para trabalhar. A capital do Espírito Santo tem a maior renda per capita entra as capitais do Brasil; além disso, possui o Porto de Tubarão, que é o maior do mundo em exportação de minério de ferro.

Curiosidades

Vitória também é conhecida como "Cidade Sol" e "Cidade presépio". Guanaaní ou "Ilha do Mel", este criado pelos indígenas, os primeiros habitantes da ilha, antes mesmo do donatário Vasco Fernandes Coutinho descobrir a costa espírito santense. Os índios deram esse nome devido a beleza da geografia diferente da cidade e pela amenidade do clima com a baía de águas viscosas e o imenso manguezal repleto de peixes, moluscos, e a diversidade das aves.

Ver o mapa e satélite da cidade de Vitória, em tela cheia ...

Sub localidades

Municipios Próximos

Vila Velha - ES | Dist. linha reta: Km.
Cariacica - ES | Dist. linha reta: Km.
Viana - ES | Dist. linha reta: Km.
Serra - ES | Dist. linha reta: Km.
Domingos Martins - ES | Dist. linha reta: Km.
Santa Leopoldina - ES | Dist. linha reta: Km.
Marechal Floriano - ES | Dist. linha reta: Km.
Santa Maria de Jetibá - ES | Dist. linha reta: Km.
Fundão - ES | Dist. linha reta: Km.
Guarapari - ES | Dist. linha reta: Km.
Ibiraçu - ES | Dist. linha reta: Km.
Aracruz - ES | Dist. linha reta: Km.
João Neiva - ES | Dist. linha reta: Km.
Santa Teresa - ES | Dist. linha reta: Km.
Alfredo Chaves - ES | Dist. linha reta: Km.
Anchieta - ES | Dist. linha reta: Km.
Venda Nova do Imigrante - ES | Dist. linha reta: Km.
Piúma - ES | Dist. linha reta: Km.
São Roque do Canaã - ES | Dist. linha reta: Km.
Iconha - ES | Dist. linha reta: Km.
Conceição do Castelo - ES | Dist. linha reta: Km.
Itarana - ES | Dist. linha reta: Km.
Vargem Alta - ES | Dist. linha reta: Km.
Itaguaçu - ES | Dist. linha reta: Km.
Afonso Cláudio - ES | Dist. linha reta: Km.
Colatina - ES | Dist. linha reta: Km.
Rio Bananal - ES | Dist. linha reta: Km.
Marilândia - ES | Dist. linha reta: Km.
Rio Novo do Sul - ES | Dist. linha reta: Km.
Castelo - ES | Dist. linha reta: Km.

Bairros

Bairros da cidadeCep inicialCep final
Aeroporto 29.075-600 29.075-699
Andorinhas 29.045-000 29.045-129
Antônio Honório 29.070-750 29.070-999
Ariovaldo Favalessa 29.027-000 29.027-099
Arquipélago de Martim Vaz 29.052-820 29.052-999
Barro Vermelho 29.057-500 29.057-999
Bela Vista 29.027-400 29.027-699
Bento Ferreira 29.050-000 29.050-999
Boa Vista 29.075-500 29.075-599
Bonfim 29.047-000 29.047-159
Caratoíra 29.025-600 29.025-999
Centro 29.010-000 29.016-449
Comdusa 29.032-000 29.032-099
Conquista 29.033-000 29.033-099
Consolação 29.045-420 29.045-799
Cruzamento 29.041-600 29.041-999
da Penha 29.047-160 29.047-369
de Lourdes 29.042-750 29.042-999
do Cabral 29.027-270 29.027-399
do Moscoso 29.020-600 29.020-799
do Quadro 29.027-100 29.027-169
Enseada do Suá 29.050-100 29.050-599
Estrelinha 29.031-000 29.031-299
Fonte Grande 29.016-700 29.016-999
Forte São João 29.017-000 29.017-299
Fradinhos 29.042-260 29.042-659
Goiabeiras 29.075-000 29.075-199
Grande Vitória 29.031-300 29.031-499
Gurigica 29.046-000 29.046-299
Horto 29.045-130 29.045-199
Ilha das Caieiras 29.032-100 29.032-249
Ilha de Santa Maria 29.051-000 29.051-399
Ilha do Boi 29.052-500 29.052-799
Ilha do Frade 29.057-000 29.057-299
Ilha do Príncipe 29.020-200 29.020-499
Ilhas Oceânicas de Trindade 29.052-800 29.052-819
Inhanguetá 29.031-600 29.031-769
Itararé 29.047-400 29.047-709
Jabour 29.072-210 29.072-309
Jaburu
Jardim Camburi 29.090-000 29.092-399
Jardim da Penha 29.060-000 29.060-999
Jesus de Nazareth 29.052-000 29.052-109
Joana D'arc 29.048-000 29.048-199
Jucutuquara 29.040-500 29.042-259
Maria Ortiz 29.070-250 29.070-749
Mário Cypreste 29.027-170 29.027-269
Maruípe 29.043-000 29.043-219
Mata da Praia 29.065-000 29.066-499
Monte Belo 29.053-200 29.053-499
Morada de Camburi 29.062-500 29.062-699
Morro Santa Helena
Nazareth 29.041-200 29.041-299
Nova Palestina 29.032-350 29.032-539
Parque Industrial 29.090-850 29.090-899
Parque Moscoso 29.018-000 29.018-399
Piedade 29.015-700 29.015-999
Pontal de Camburi 29.062-000 29.062-299
Praia do Canto 29.055-130 29.055-999
Praia do Suá 29.052-110 29.052-399
Redenção 29.032-760 29.032-999
República 29.070-000 29.070-249
Resistência 29.032-540 29.032-759
Romão 29.041-300 29.041-599
Santa Cecília 29.043-220 29.043-349
Santa Clara 29.018-600 29.018-699
Santa Helena 29.055-000 29.055-129
Santa Lúcia 29.056-000 29.056-499
Santa Luíza 29.045-200 29.045-419
Santa Martha 29.046-400 29.046-699
Santa Tereza 29.026-690 29.026-999
Santo André 29.032-250 29.032-349
Santo Antônio 29.026-000 29.026-689
Santos Dumont 29.042-660 29.042-749
Santos Reis 29.033-300 29.033-399
São Benedito 29.047-710 29.047-999
São Cristóvão 29.048-400 29.048-699
São José 29.031-770 29.031-999
São Pedro 29.030-000 29.030-299
Segurança do Lar 29.072-310 29.072-499
Solon Borges 29.072-000 29.072-209
Tabuazeiro 29.043-350 29.043-699
Universitário 29.031-500 29.031-599
Vila Rubim 29.025-000 29.025-399